Mil Golzito – Túlio Maravilha

Ricardo Roca On junho - 21 - 2017ADD COMMENTS

Sem necessidade de nenhuma explicação ou legenda! Apenas assista!

Share Button

FutebolImigracao

Share Button

Araraquara do coração grená, do futebol masculino e feminino, mas existia outro time? Como tudo começou?

Pode não ser unânime, mas como dizem, “Futebol é paixão nacional”. Araraquara do coração grená, do futebol masculino e feminino, mas existia outro time? Como tudo começou? Saiba mais sobre essa história.
Com a educadora Tania Capel.
FutebolGrena_Passeio
16/07, Saída às 09h do Sesc Araraquara
Inscrições a partir de 14/06, condicionada à participação de uma criança (40 vagas).
R. Castro Alves, 1315, Quitandinha – Araraquara – SP

Fonte: Sesc

Share Button

João Saldanha 100 Anos – 1917 / 2017

Ricardo Roca On junho - 13 - 2017ADD COMMENTS

Projeto em fase de captação de recursos via financiamento coletivo.

Pré-venda do livro “Os Subterrâneos do Futebol” de João Saldanha, o João-sem-medo, no ano de seu centenário. Lição de vida mesmo para quem não gosta de futebol!
JoaoSaldanha_VidaSegue
Este projeto – em homenagem ao centenário de João Saldanha (1917/2017) – está sendo elaborado por sua filha Sônia Saldanha e por Thereza Bulhões, sua terceira esposa. Trata-se da pré-venda para a reedição do livro “Os Subterrâneos do Futebol” – um clássico escrito por ele!

O livro foi escrito em 1963 – às vésperas do golpe – e nele, o “João sem medo”, conta tudo que acontecia nos bastidores do futebol. Misturando com sua biografia – rica em coragem, controvérsias e muito humor – o livro narra histórias impagáveis deste “grande circo do futebol brasileiro”. São crônicas que envolvem Garrincha, Nilton Santos, Zagalo e outros craques eternizados pelo futebol brasileiro!

Nascido em Alegrete (RS), Saldanha era considerado patrimônio do Rio. Foi treinador bissexto do Botafogo (campeão carioca de 1957) e da seleção brasileira (nas eliminatórias da Copa de 1970) e teve longa atuação como comentarista esportivo em rádio, TV e jornal. Foi o mais consagrado jornalista esportivo do país! Politicamente ousado e sem “papas na língua”, enfrentou até mesmo os generais da Ditadura!

O livro, escrito em estilo coloquial, como em uma conversa de botequim, deve ser lido por todos aqueles que amam o futebol, ou que consideram o futebol uma autêntica manifestação da cultura brasileira. Porém, por ser um livro histórico e ainda assim atual – e pelo Saldanha ser um grande exemplo de determinação – a sua reedição (pela Editora Lacre) tem um valor inestimável, mesmo para quem não é amante do futebol!

Para saber mais e/ou colaborar, acesse https://benfeitoria.com/JoaoSaldanha100anos.

#livrosdefutebol
#futeboleliteratura

Share Button

Sempre um papo, com Marçal Aquino

Ricardo Roca On junho - 12 - 2017ADD COMMENTS

Neste mês o Sempre um papo recebe o jornalista, tradutor, poeta, roteirista e romancista Marçal Aquino, natural de Amparo, SP. Marçal Aquino foi repórter e redator de futebol, subeditor de comportamento e polícia e, a partir de 1990, se torna free-lancer. Estreia como poeta em 1985, segue com uma novela infantil em 1989, em 1991 lança uma coletânea de contos, e em 1994 retoma as novelas juvenis. Retoma uma vasta produção em contos, dentre eles “Famílias terrivelmente felizes”, em 2003 e os romances “O invasor”, em 2002, “Cabeça a prêmio”, 2003, “Eu receberia as piores noticias de seus lindos lábios, em 2005. Em cinema, roteirizou nos anos de 1990 “Os matadores”, “Ação entre amigos” e em 2001, “O invasor”. Seus roteiros originais são “Nina” 2004, e, em parceria com Beto Brant e Renato Ciasca, roteirizou “Cão sem dono”, inspirado no livro de Daniel Galera “Até o dia em que o cão morreu”, Em 2005, com Berto Brant e Marco Ricca, fez “Crime delicado.” ‘Cheiro do ralo”, é seu trabalho em cinema mais recente e premiado, feito em parceria com Heitor Dhalia.
PapoMarcalAquino
Dia 27/06, das 19h30 às 21h
Sesc Bom Retiro – Ginásio Poliesportivo
Alameda Nothmann, 185 – Bom Retiro, São Paulo – SP

Fonte: Sesc

Share Button