Archive for setembro, 2017

Lançamento: “Clientes versus Rebeldes”

Posted by Ricardo Roca On setembro - 20 - 2017ADD COMMENTS

Os estádios da maior cidade do Brasil vivem há 20 anos em verdadeiros “estados de sítio”. Proibições de bandeiras, banimentos, repressão policial desmedida, torcida única, ingressos a preços abusivos, ruas interditadas e até ameaça de privatização do Pacaembu – um dos templos do futebol nacional. Essas e outras faces do tal “futebol moderno” serão discutidas no lançamento de “Clientes versus Rebeldes” em São Paulo, com um timaço na mesa:

Flávio Campos – Professor da USP, coordenador do LUDENS e fundador do AGIR – Arquibancada Ampla, Geral e Irrestrita
Thiago Cassis – Membro do coletivo Futebol, Mídia e Democracia
Alex Minduín – Vice-presidente da Associação Nacional das Torcidas Organizadas;
ClientesxRebeldes
23/09, das 18h às 21h
Restaurante Al Janiah
R. Rui Barbosa, 269, Bela Vista – São Paulo – SP

Fonte: Clientes versus Rebeldes

Share Button

O ‘caso’ Jô, o preço da coerência e os linchamentos

Posted by Ricardo Roca On setembro - 19 - 2017ADD COMMENTS

Ao longo da vida, todo mundo, alguma vez, já passou em farol vermelho , preferiu pagar sem nota pra ter desconto, inventou desculpa pro chefe ou pro professor para justificar o atraso em alguma atividade, mentiu pro marido ou esposa… A questão aqui passa longe do moralismo, todos somos ‘pecadores’.

O ‘caso’ Jô, dada a repercussão que o lance de seu gol contra o Vasco gerou, é uma ótima oportunidade para refletirmos sobre ética, honestidade, e até mesmo alguma coisa sobre futebol.

Começando pelo último ponto, algumas observações futebolísticas óbvias:

– o Corinthians provavelmente será campeão brasileiro de 2017 de qualquer forma e não vai ser por conta desse lance;

– aconteceram inúmeros gols irregulares ao longo do campeonato (desse e de qualquer outro), assim como marcações equivocadas de faltas e pênaltis, cartões amarelos, expulsões e não expulsões, escanteios e laterais etc. etc. etc.;

– o ‘árbitro assistente’, que fica na linha de fundo e estava MUITO próximo do lance precisa de oftalmo urgente;

– passou da hora da CBF estabelecer regras e implementar a ajuda eletrônica para casos como esse;

Nada disso impede dizer, no entanto, que o gol foi escandalosamente irregular. Qualquer análise que diga o contrário está sendo feita por apaixonados corintianos. Ainda que alguns sejam jornalistas, apaixonados corintianos. Justificativas, considerações, observações, tentativas de fazer contas de compensação pra lá ou pra cá… assusta o malabarismo mental e retórico que muitos tentam fazer.

O que ‘pegou’ foi que o envolvido, Jô, participou recentemente de um outro episódio, com sinal trocado. Em partida contra o São Paulo, em disputa de bola com Rodrigo Caio, o árbitro de então deu cartão amarelo para o atacante do timão por supostamente ter cometido falta no goleiro Renan Ribeiro. Na mesma hora o zagueiro tricolor avisou ao juiz que tinha sido ele, Rodrigo Caio, e não o atacante corintiano, o responsável por ‘trombar’ com o goleiro, seu colega de time. O juiz revogou sua marcação e retirou o cartão e o caso de ‘fair play‘ (incrivelmente) gerou polêmica. Na ocasião, o atleta corintiano agradeceu, elogiou o rival e disse que Rodrigo Caio deu uma lição: ‘Eu me policio agora para ser o mais sincero’.

No último domingo, Jô esticou o braço, empurrou a bola, fez o gol e… nada de ‘fair play‘, comemorou e deu entrevista desconversando. A partir daí torcedores e imprensa esportiva não pararam mais de falar disso, muitas vezes extrapolando as coisas e partindo para o linchamento, conduta que não leva a nada em lugar nenhum. Ele foi incoerente, como todos nós somos em algum momento da vida; não significa que seja um mau caráter.

Piadas no meio futebolístico (no Brasil atual, sobre qualquer assunto) são a coisa mais comum do mundo, mas colocar em discussão o homem por conta disso é de uma tolice sem tamanho.
ManoJo
Muita gente chegou a tentar comparar o caso com supostos pênaltis que teriam ocorrido na mesma partida, tentando justificar o injustificável perguntando se os atletas que fizeram a falta deveriam ter se acusado também.

É tão descabida a comparação que envergonha um pouco ter que escrever a respeito, mas… (quis ter blog, agora tenho que falar sobre o óbvio). Em cobranças de falta ou escanteio, por exemplo, nas grandes áreas acontece o que chamamos de agarra-agarra, com um puxando o outro enquanto o outro puxa o um. Por vezes, na movimentação da jogada os atletas trombam entre si, até mesmo com colegas de time; por vezes, não dá pra saber quem começou a puxar e empurrar primeiro, é o que se chama ‘jogo de contato’.

Outra coisa, absurdamente OUTRA COISA, são os lances mencionados, do Rodrigo Caio lá atrás e do Jô esse domingo. Para acrescentar outro exemplo, o episódio da partida entre Palmeiras x Corinthians, em que o árbitro se engana e dá cartão amarelo para o volante Gabriel, do alvinegro, quando a falta havia sido feita por outro atleta do Corinthians. Alguns jogadores do Palmeiras que viram o lance poderiam, ouso dizer que deveriam, ter avisado o juiz de seu equívoco.

Somos todos falíveis e erramos, por isso precisamos de leis e regras, que também falham e mudam ao longo do tempo. O calor do jogo e a pressão podem servir de atenuantes, ajudar a compreender o motivo da ação, jamais para anular o erro. No lucro, pode até servir para refletirmos a respeito das coisas do mundo.

Share Button

Bate-papo e recreação orientada com Maurine

Posted by Ricardo Roca On setembro - 16 - 2017ADD COMMENTS

O bate-papo aborda “O FUTEBOL FEMININO NO BRASIL”, expondo a visão da atleta e dando um panorama sobre as condições atuais do esporte, a dificuldade dos clubes em manter uma equipe, diante da escassez de recursos e falta de patrocínio, que geralmente prioriza as categorias masculinas, destacando também sua trajetória e experiência como atleta profissional em olimpíadas e mundiais. Após o bate-papo, a jogadora fará uma recreação orientada com os participantes.

Maurine atua na posição de lateral e meia na Seleção Brasileira de futebol feminino, tendo conquistado as medalhas de prata olímpica em Pequim 2008 e ouro nos jogos Pan-Americanos em 2015. Atuou também no New York Flash dos Estados Unidos. No Brasil passou por clubes como Grêmio, São Caetano, Flamengo e Santos (clube atual).
RecreacaoMaurine
23/09, das 14h às 16h
Sesc Campo Limpo
Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120 – Campo Limpo – SP

Fonte: Sesc

Share Button

Copa Integração dos Refugiados

Posted by Ricardo Roca On setembro - 15 - 2017ADD COMMENTS

A Copa dos Refugiados é um evento que tem como intuito integrar e inserir o refugiado e imigrante na sociedade brasileira por meio do que temos de mais simbólico: o futebol!

No dia 24/09 acontecerá a final da Copa 2017 no Estádio do Pacaembú e estão todos convidados.

A entrada no evento é gratuita e quem quiser levar um quilo de alimento para nos ajudar, será muito bem-vindo.
CopaRefugiados17
Pedimos somente que:

=> evitem vir com a camiseta de times, mesmo que sejam do coração, para que não corra o risco de haver brigas no local;

=> não levem torcidas organizadas, bandeiras com mastro, fogos de artifício, latas e garrafas e frutas inteiras, já que não é permitido entrar no estádio em posse de tais itens.

Preparados para muita torcida e animação? Venha prestigiar a Copa dos Refugiados e nos ajude a divulgar essa causa.

Coordenador da Copa integração dos Refugiados.

Abdulbaset Jarour.

Fonte: Copa Integração dos Refugiados

Share Button

“Esporte para líderes”

Posted by Ricardo Roca On setembro - 12 - 2017ADD COMMENTS

EsporteLideres
Inscrições e mais informações, acesse Esporte para Líderes.

Fonte: S/A LLORENTE & CUENCA

Share Button