ÔÔÔ O Campeão Voltou!

0
188

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

Parece apenas uma temporada ruim, mas você sofre uma derrota, duas, três, as brigas internas surgem, crescem; cobranças, algumas fora de hora e de tom, desentendimentos e frustrações com quem mais deveria ajudar.

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

É o craque indolente, o capitão por vezes intolerante, impaciente… Os problemas vão se acumulando, potencializando os efeitos da crise, verdadeira bola de neve. Suas decisões já não se baseiam mais em nenhuma racionalidade, nenhum planejamento de longo prazo. Salve-se quem puder; cada um por si e ninguém por todos.

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

Uma boa jogada e os erros ficam disfarçados, volta a esperança; é só o looping de um ‘escapar’ instantâneo, pequenos respiros de quem está se afogando. Na sequência, um erro grosseiro do juiz, uma contusão, uma bola espirrada, as derrotas voltam. Pior ainda, acumulam-se.

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

O time se perdeu, perdeu sua identidade. Uma queda dessas só acontece por uma sucessão enorme de erros, más escolhas, pequenos equívocos aqui e ali, negligências de quem acha que vai dar um jeito, otimista demais pra achar que vai cair. Mas cai…

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

A sensação é de terra arrasada! Vertigem! Desalento! Ombros caídos e a sensação de que não há como se reerguer. Não há sequer vontade de se levantar. Você quer ir dormir e acordar em muitos meses, mais que isso, quer acordar e descobrir que foi tudo um pesadelo. Não foi.

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

Instantes de terror que você nunca mais vai esquecer, flashes que vão te perseguir por muitos anos. Você não enxerga nenhum caminho, parte da torcida te julga e te condena, pula fora, te aponta o dedo, atira a primeira, a segunda… milhares de pedras.

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

Segue o jogo, sem falatório, sem ânimo, sem confiança, sem chorôrô, mas com choro, muito choro e remorso e culpa. E mágoas, você não caiu sozinho…
O time tem que ser remontado, remendado, a saída é investir na base, resgatar suas habilidades, competências. Sua identidade!

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

Planejar passo a passo, estabelecer metas, prazos, responsabilidades. Identificar seus talentos, descobrir novos apoios, fortalecer os laços com quem ficou ao seu lado na hora difícil. A solução é olhar para dentro, para a base.

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

Uma vitória aqui, um olé acolá, a confiança vai voltando aos poucos. Às vezes, bem às vezes mesmo, o juiz até erra a teu favor. Você redescobre uma raça que nem lembrava que tinha.
E treino; e planejamento; e treino; e planejamento.

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

Parte da torcida, nunca parou de cantar com você, por você, te incentivar, acreditar, sofrer junto. Pequenas conquistas vão se somando, uma vitória, uma contratação, um patrocínio. Aos poucos o sol vai brilhando novamente.

ÔÔÔ O Campeão Voltou!

Até que um dia, conforme o planejado, você volta a crescer, os rivais voltam a respeitar, ainda que façam piadinhas, comprovação do respeito que sentem.
A torcida pode cantar com mais força, soltar a voz e por todos os cantos já se pode ouvir:

“ÔÔÔ O Campeão Voltou! O Campeão Voltou! O Campeão Voltoou!
ÔÔÔ O Campeão Voltou! O Campeão Voltou! O Campeão Voltoou!
ÔÔÔ O Campeão Voltou! O Campeão Voltou! O Campeão Voltoou!”

Sinal de que tudo está bem novamente? Tudo resolvido?
Pelo contrário, você só voltou pra onde não deveria ter saído. Agora é que começa a disputa, a briga para crescer e alcançar o lugar que você merece.

Vai dar! Vai dar!