Archive for the ‘artista’ Category

Lançamento: “Mestre Dicá”, livro e documentário

Posted by Ricardo Roca On novembro - 22 - 2016ADD COMMENTS

Livro e documentário eternizam a história de Dicá, o grande ídolo da Ponte Preta

A história de Oscar Sales Bueno Filho, o Dicá, maior ídolo da Associação Atlética Ponte Preta será eternizada com a biografia “Mestre Dicá”, de autoria dos jornalistas André Pécora e Stephan Campineiro, durante pré-lançamento no próximo dia 22 de novembro, a partir das 19h30, na sala de cinema 5 do complexo Cineflix, no Galleria Shopping, em Campinas. O evento é destinado exclusivamente à imprensa e patrocinadores.

Trata-se de um produto inédito no mercado editorial brasileiro, que reúne livro com 400 páginas e documentário com pouco mais de uma hora de duração para contar a história de Dicá, desde a infância no bairro operário do Santa Odila, em Campinas, o início na Ponte Preta, as passagens pelo Santos, de Pelé, e pela Portuguesa, até o retorno para a consagração no time do coração.

“Mestre Dicá” começou a ser produzido em outubro de 2010, inicialmente com a proposta exclusiva de um livro. Com o passar do tempo e a riqueza do material construído, os autores decidiram pela produção conjunta do documentário, que reúne imagens históricas do acervo da EPTV Campinas, desde a fundação da emissora, no final da década de 70.
MestreDica
“Com o documentário, os torcedores mais velhos vão poder relembrar muito do que viram de Dicá em campo, enquanto os mais novos vão conhecer a história de Dicá no livro e poder comprovar todo seu talento a partir das imagens do filme”, diz o jornalista André Pécora.

O projeto foi concebido a partir de uma minuciosa pesquisa de toda a vida e carreira de Dicá. Para isso, os autores entrevistaram 76 personagens diferentes, de amigos de infância a grandes ídolos do futebol brasileiro, como Pelé, Rivellino, Zico e o capita Carlos Alberto Torres, morto no final de outubro.

“A partir de Dicá e da grande geração que jogou ao seu lado, a Ponte Preta atingiu um novo patamar no futebol brasileiro. Por isso, além de ouvir seus companheiros, também fomos atrás de alguns dos principais personagens da história do futebol brasileiro. Além disso, resgatamos todos os jogos e gols da carreira de Dicá entre 1966 e 1986, incluindo sua quase desconhecida experiência como treinador do Araçatuba, na década de 80”, conta o jornalista Stephan Campineiro.

“Pra mim, é uma honra ter minha história registrada com o livro e o documentário. É um trabalho de muita qualidade, que vai atrair a todos que gostam de futebol e acompanharam minha carreira, especialmente a torcida da Ponte Preta”, diz o Mestre Dicá.

Após o pré-lançamento, “Mestre Dicá” será lançada oficialmente no dia 26 de novembro, sábado, a partir das 9 horas, durante sessão de autógrafos no salão nobre do Estádio Moisés Lucarelli, com a presença de Dicá. O produto estará à venda a partir desta data, inclusive pelo site www.mestredica.com.br.

Para viabilização da biografia e documentário “Mestre Dicá”, os autores contaram com o patrocínio de Viva Schin, Pilot Pen e Higa Atacado.

A linha de refrigerantes Viva Schin também patrocina a Ponte Preta desde o segundo semestre de 2015. Produzida pela Brasil Kirin, uma das maiores empresas de bebida do país, Viva Schin é regida pelo conceito “Viva Junto, Viva Schin” e tem como principal característica o consumo compartilhado, oferecendo opções ideais para todas as ocasiões da família brasileira. O portfólio da marca tem um mix completo de sabores: cola, uva, laranja, citrus, limão, guaraná, uva.

A Pilot Pen está há 60 anos no mercado brasileiro com produtos de características inovadoras e grande qualidade. Também patrocina a Ponte Preta desde 2016. Já o Higa Atacado iniciou suas atividades na década de 60 como fábrica de doces para, em seguida, ingressar no mercado atacadista de produtos alimentícios. Conta com unidades em Campinas e Santa Bárbara D’Oeste.

Fonte: fsbcomunicação

#livrosdefutebol
#filmesdefutebol

Share Button

Zinédine Zidane, o estilista

Posted by Ricardo Roca On junho - 23 - 20162 COMMENTS

É raro um jogador elevar o patamar de todo um país no cenário do futebol mundial, mas Zidane, conseguiu fazer isso pela França, liderando os bleus, na conquista da Copa de 98 contra o Brasil e no vice-campeonato de 2006, além da Eurocopa em 2000. Nem mesmo Platini, até então o melhor jogador francês conseguiu chegar tão longe, ao menos dentro de campo.

Seu modo de jogar apresentava muita semelhança ao de Ademir da Guia, com passadas largas e muita elegância em campo. Talvez Paulo Henrique Ganso seja quem mais se aproxime desse estilo no futebol brasileiro atual, ainda que o craque revelado na Vila Belmiro ainda não tenha alcançado tudo que pode e tenha um longo caminho a percorrer.

ZidaneZidane conquistou inúmeros títulos na carreira, tanto individuais quanto pelos clubes que defendeu, além do já citado desempenho pela seleção francesa. Pela Juventus, da Itália, foram dois Campeonatos Italianos, uma Supercopa da Itália, uma Supercopa Europeia e uma Copa Intercontinental. No Real Madrid, como um dos galácticos, além do Campeonato Espanhol de 2003, levantou as taças de duas Supercopas da Espanha, uma Liga dos Campeões da UEFA, uma Supercopa Europeia e outra Copa Intercontinental. Eleito melhor jogador do mundo pela FIFA por três vezes, ficou marcado pela expulsão na final da Copa do Mundo da Alemanha, em 2006, quando deu uma cabeçada no peito do italiano Materazzi, em feito que rendeu até mesmo uma escultura “A Cabeçada de Zidane“.

No vídeo, 15 minutos de pura arte, com música sacra pra começar e música incidental no restante do tempo.

Share Button

Obrigado, Cruyff!

Posted by Ricardo Roca On março - 24 - 2016ADD COMMENTS

CruyffRIP
Nascer em Amsterdã e morrer em Barcelona talvez seja significativo sobre a personalidade de um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos, criativo, inventivo, ousado, revolucionário, exigente, ranzinza até.

Johan Cruyff bem poderia ser considerado o patrono do futebol-arte, do futebol total, precursor do tal tiki-taka praticado pelo Barcelona e que tanto encanta aos amantes desse esporte.

Descanse em paz!

Share Button

Esquerdinha na Gafieira – Altamiro Carrilho

Posted by Ricardo Roca On setembro - 5 - 2015ADD COMMENTS

EsquerdinhaFla
Há pouco mais de um ano faleceu Esquerdinha, capitão da equipe do Flamengo, tricampeã carioca (1953-1955). Atacante que marcou 110 gols em 227 jogos pelo Rubro-negro carioca, foi homenageado por Altamiro Carrilho com o chorinho

Esquerdinha na Gafieira
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=QkvE178wNoM?hl=en"><img src="http://www.futebolarte.blog.br/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

Altamiro Carrilho foi um músico, compositor e um dos maiores flautistas brasileiros.

Share Button

Gols Inesquecíveis: Breitner, um tirombaço

Posted by Ricardo Roca On agosto - 30 - 2015ADD COMMENTS

Gol, a razão de ser do futebol!

Share Button