Mentira é uma praga

0
895

O futebol está cheio de mentiras. A vida está cheia de mentiras. Cartolas, jornalistas, empresários e jogadores mentem. Pais de família, maridos, patrões e funcionários também. E todos são prejudicados, inclusive os mentirosos.

Por mentira, entenda-se todos os tipos, omissões, inverdades e manipulações de toda sorte. Os motivos são muitos e variados, mas nenhum justificável. Inocentes são enganados, gente que não merecia é injustiçada e quase sempre, no final, quem mente fica com a pior parte, já que na maioria das vezes o prejuízo gerado até pode ser recuperado ou superado, mas a credibilidade do mentiroso perde-se de forma quase irreversível.

Como dizia o jornalista e polemista americano H. L. Mencken, “Todo problema tem uma solução simples, óbvia e… errada”. Livrar-se de um problema requer enfrentá-lo e isso nem sempre é fácil de fazer; requer coragem, maturidade e a capacidade de assumir o protagonismo de sua vida. Ninguém está livre de cometer essa bobagem, alguns repetem o erro e outros jamais vão modificar esse comportamento.

A boa notícia, é que ninguém está condenado a repetir seus erros por toda a vida. Não existe um determinismo que diga ou obrigue alguém a prender-se eternamente as bobagens que fez ou faz. Mudar sempre é difícil, mas possível. Basta saber exatamente que título você quer conquistar.

COMPARTILHAR
Post anteriorOs distintivos de futebol mais curiosos do mundo
Próximo postO Torcedor do América F.C.
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.